Aba 1

 

Advocacia Batista
Postado em 12 de Maio às 17h23

Guia de Publicidade para Influenciadores - CONAR

Artigos (7)

O CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) é um órgão de fiscalização sobre as regras técnicas de funcionamento de campanhas, tendo inclusive o poder de aplicar multas para as irregularidades que são constatadas.
O órgão criou no ano de 2020 um Guia para Publicidade que é realizada por meio das redes sociais pelos chamados influenciadores, uma nova profissão que surgiu como um fenômeno nos últimos anos, alterando os hábitos de consumo e consequentemente, a forma de divulgação e venda de produtos.
Abaixo você confere tudo que está previsto no Guia.

O que é considerado como publicidade por influenciadores?
Conforme o próprio Guia de Publicidade do CONAR é considerada para fins publicitários "a mensagem de terceiro destinada a estimular o consumo de bens e/ou serviços, realizada pelos chamados Influenciadores Digitais, a partir de contratação pelo Anunciante e/ou Agência"

Mas na prática, o que isso significa?
O CONAR definiu alguns requisitos pra classificar a publicidade, são esses três pontos abaixo:
1 - a divulgação de produto, serviço, causa ou outro sinal a eles associado;
2 - a compensação ou relação comercial, ainda que não financeira, com Anunciante e/ou
Agência;
3 - a ingerência por parte do Anunciante e/ou Agência sobre o conteúdo da mensagem (controle editorial na postagem do Influenciador), mais conhecido como briefing.

O guia de publicidade para influenciadores se divide em explicar 4 pontos:

  • a publicidade por influenciador
  • mensagem ativada
  • conteúdo gerado pelo usuário sem relação com o anunciante ou agência
  • ações de conscientização.


Mas o que cada um significa?
Publicidade por influenciador: a classificação em si já foi abordada acima, mas o Guia informa que deve ser observada a identificação (quanto a forma e quanto ao público infantil, além das regras gerais definidas pelo CBAP.

Mensagem Ativada: referência a produto, serviço ou causa, a partir de benefício não remuneratório oferecido por Anunciante ou Agência e que não houve controle editorial, explicando, o agradecimento por recebidos, convites, hospedagens, viagens, DEVE ser mencionado que se trata de recebido. Importante nesse ponto são as publicações para gerar engajamento, como0 promoções, concursos, desafios, brindes, o Guia ressalta a importância de o influenciador e o Anunciante verificarem as exigências legais para distribuição gratuita de prêmios.

Conteúdo Gerado pelo Usuário sem relação com o Anunciante ou Agência: quando um usuário menciona o produto sem que tenha existido qualquer contato da marca, não se configura de maneira alguma conteúdo publicitário. Mas, quando a marca divulga essa publicação em seus canais oficiais, se trata de novo conteúdo de natureza publicitária, uma divulgação autonôma, devendo a marca verificar se a publicação respeita as normas quanto ao conteúdo forma e limitações. Inclusive, visando garantir boas práticas, a marca anunciante poderá notificar usuário que esteja publicando conteúdo irregular, notificando o CONAR que poderá auxiliar nesses casos, esse último ponto conta para interações como likescurtidas e comentários.

Ações de Conscientização: no próprio Guia, o CONAR se coloca como agente ativo para promoção de canais de conscientização, capacitação e aprendizagem, juntamente com demais órgão de classe e todos os agentes vinculados a publicidade digital.


Toda mensagem que recebo da marca configura briefing?
NÃO, caso a marca envie os produtos para recebidos e informe os modos de uso e orientações do consumo do produto, não se configura o controle editorial, pois se trata de informações para caso o influenciador decida publicar.

Recebido/brindes é considerado publicidade?
Não, mas deve ser mencionado da mesma maneira.

 

O guia também informa uma série de documentos internacionais que regulam a atividade publicitária por influenciadores. Deixando claro que elas não são vinculativas às práticas brasileiras, ou seja, não são exigidas no Brasil.
Só que, parando para pensar, atualmente com as ferramentas

de análise de dados dentro de cada plataforma, é possível verificar a localização do público que você atinge, sendo importante que por meio das métricas fornecidas pela plataforma, o influenciador busque se adequar às orientações do local onde seu público se encontra.

Veja também

Compras pela internet em tempos de Corona Vírus23/03/20quais os cuidados você deve ter ao realizar uma compra pela internet A comodidade da internet atingiu de forma drástica a forma de consumo de serviços e de produtos, atualmente a quantidade de e-commerce é gigantesca e inclusive as lojas físicas precisaram se adaptar e fornecer os seus produtos com apenas um clique. Em tempos de COVID-19, o Corno Vírus, tivemos que nos adaptar a uma realidade de consumo via internet com a entrega direito na......
home office no Brasil15/05/20 A pandemia pela COVID-19 acelerou um processo que vinha sendo pensado por inúmeros profissionais, a utilização do famoso home office, traduzindo pra bom português e para a forma legislativa TELETRABALHO, neste texto ambos os termos......
COVID-19 e contrato de trabalho16/03/20Segue abaixo a indicação de como ficam as faltas e o contrato de trabalho com atual pandemia do Corona Vírus. Existem duas possibilidades em caso de afastamento do local de trabalho em virtude do COVID-19 ou Corona Vírus, uma delas será de falta justificada e outra configurará doença passível de recebimento de auxílio......

Voltar para Blog